Ninguém se banha duas vezes na água do mesmo rio.  Heráclito de Éfeso

Aprendi que não posso exigir o amor de ninguém… Posso apenas dar boas razões para que gostem de mim… E ter paciência para que a vida faça o resto…  William Shakespeare

(textos pelo Antigo Acordo Ort.)
Notas | Publicado em por

Não gosto de mensagens de voz, mas bem que algumas mensagens de texto podiam ter indicação de tonalidade…rss

Publicado em Crônicas | Deixe um comentário

Escrever os acertos é fácil. Os erros, não.

Nem mesmo para colocar numa garrafa e jogar ao mar.

Dá para escrever a dor, até mesmo as falhas.

Mas verbalizar, externalizar os erros, torna-se uma tarefa hercúlea!

Orgulho, vergonha, dor.

E o pior é a resposta oculta à pergunta: Você faria diferente? Até mesmo se pudesse saber do que adviria, saber mesmo, como se fosse uma volta consciente ao passado, você faria diferente?

Ao menos, com a última possibilidade, a volta consciente, me engano tentando acreditar que sim, que faria diferente. Mas mesmo assim, não consigo ter uma resposta decisiva, então não adianta querer “voltar no tempo”. Há que se aceitar e ser forte para seguir.

Publicado em Poemas | Deixe um comentário

As coisas

Hoje joguei uma coisa fora.

Por que não joguei fora na semana passada?

Porque hoje eu não a usava mais.

Semana passada também não.

Procrastinação.

Apego.

Ou, simplesmente, medo.

Acomodação. Não das coisas. De nós sobre elas, com elas, ao nosso redor.

Somos nós o centro, ou elas o são?

São para nós? Somos delas?

Quando nos tornamos delas?

Somos sem elas?

Poderemos retomar o controle?

Terá domínio o cientista sobre sua criatura?

Publicado em Poemas | Deixe um comentário

E o dia amanheceu.

Na janela uma rosa espreitava.

O gato por cima do muro parecia dizer às flores que o sol estava bom, deixassem elas o orvalho secar.

O aroma que vinha da cozinha não convidava menos que o leve calor úmido que vinha de fora.

E se ouvíssemos os pássaros ouviríamos o sol, o céu, o colorido do dia.

Ouviríamos o orvalho secando, a rosa se achegando, o gato a se espreguiçar, e as flores… ah… enxergaríamos as flores.

Publicado em Poemas | Deixe um comentário

Da série Vida de Mulher:

Daí você protagoniza diversas cenas de O Diário de Bridget Jones na vida real. Com a diferença de que não há um Hugh Grant ou um Colin Firth disputando você.

Publicado em Crônicas | Deixe um comentário

O difícil não é partir pra outra, é partir para nenhuma.

É ficar onde está não estando mais.

Continuar no mesmo lugar e conseguir que seja diferente.

Publicado em Frases soltas | Deixe um comentário

Fase atual: só o Google entende o que eu quero dizer!

Publicado em Crônicas | Deixe um comentário